Vacinação em crianças começa quarta-feira (19), na APAE

Escrito por em 18 de janeiro de 2022

A vacinação contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos começa nesta quarta-feira, dia 19, na Escola Especial Maria de Nazareth – APAE. A escolha do público que receberá o imunizante foi feita pela Secretaria Municipal de Saúde, que recebeu 230 doses de vacinas pediátricas para um grupo estimado de cerca de 3500 crianças.

Segundo levantamento efetuado pela Secretaria, cada ano dessa faixa etária (5 a 11 anos) tem entre 400 e 500 crianças, ou seja, a quantidade disponível é insuficiente para qualquer das idades contempladas. Em razão disso, o critério a ser utilizado para que as vacinas sejam aplicadas o quanto antes é o seguinte: 1. Alunos da APAE; 2. Crianças em situação de risco – ABRINJA; e

3. Crianças com comorbidades. “Conforme forem chegando novas remessas de vacinas esses critérios poderão ser modificados”, antecipa o secretário, João Luccas Thabet Venturine.

As vacinas pediátricas têm apenas um fabricante – Pfizer – e o contrato com o Governo Federal prevê a entrega de 20 milhões de doses no primeiro trimestre de 2022. “Os pais terão que ter paciência, é um problema nacional, ou mundial, que não depende de nossas equipes de Saúde para ser resolvido”, pede Venturine.

Em relação às doses de reforço (terceiras doses), o secretário diz que ainda não tem previsão de chegada de novas remessas de vacinas para esse público. “Temos feito a divulgação das vacinações e procurado aplicar as vacinas o mais rapidamente possível. Assim que tivermos notícias vamos convocar a população para receber as doses de reforço”.

A recomendação da Secretaria é para que a população continue usando máscaras, higienizando as mãos sempre que possível com álcool em gel, e evitando aglomerações. A vacina, segundo Venturine, tem evitado as complicações da Covid-19, o agravamento dos casos e internações, e principalmente os óbitos.

Testes rápidos

O secretário alerta também que terá que limitar os testes de detecção do coronavírus, devido à pequena quantidade disponível. O critério é o atendimento apenas a quem está sentindo os sintomas da gripe. “É um problema que está afetando o País inteiro, e aqui não é diferente. Infelizmente não temos testes para todos, e o Laboratório Central do Estado (LACEN) não vence processar todas as amostras coletadas.

A atual onda de Covid-19 tem assustado muita gente, inclusive as autoridades. Ela está acontecendo devido a uma soma de fatores. Começa pela demora na vacinação, passa pela desigualdade no ritmo de vacinação entre os países, o que contribuiu para o surgimento de variantes do coronavírus. Houve um relaxamento natural em relação a medidas como o distanciamento e uso de máscaras, com viagens em aviões, ônibus, navios, festas de Natal e Ano Novo, férias, fazendo com que as diferentes cepas circulassem. Por fim o vírus foi se adaptando às vacinas, mas elas estão se mostrando muito eficazes na prevenção de internações hospitalares e verificação de óbitos.

“Procurar culpados não vai resolver o problema, o que pode ajudar é cada um ser responsável, tomar as vacinas – principalmente para evitar mortes e internações -, e evitar ao máximo as aglomerações”, recomenda Venturine. Para ele, “informação correta é muito importante, pesquise no Google (Internet) antes de emitir opiniões. Procure fontes confiáveis como as grandes revistas, jornais, televisões e rádios”, sugere o Secretário.

João Luccas lembra que neste momento é importante que as pessoas procurem a Unidade Referência (Posto Sentinela) apenas se estiveram com sintomas de gripe. Além de evitar a infecção, isso ajuda a diminuir as filas no local com o atendimento mais rápido a quem tem mais probabilidades de estar com a doença. “Lembramos que há vacina para Influenza disponível, vacine-se. E cuidado com a dengue, elimine possíveis focos e criadouros do mosquito”, finaliza.

Fonte/jacarezinho.pr.gov.br

Imagem de Frauke Riether por Pixabay


Opinião dos leitores

Deixe uma resposta


Continuar lendo

Próxima publicação

Manhã de Luz 19/01/2022


Miniatura

Educadora 90.9

Jacarezinho

Current track

Title

Artist

     Uma Emissora da Rede Educadora de Comunicação e Evangelização.

Background