As mudanças no mercado de trabalho vieram para ficar

Escrito por em 5 de junho de 2020

A pandemia do novo coronavírus tem transformado nossas vidas de muitas formas, impactando diretamente a relação com as pessoas, a tecnologia e o trabalho.

“Devemos pressupor que essa ruptura deixará cicatrizes no funcionamento do mercado de trabalho”, resume o economista Yannick L’Horty, da Universidade Paris-Est-Marne-la-Valée, pesquisador do tema. “Estamos no meio do choque e ainda não temos como avaliar o que será permanente a partir do que estamos vivendo agora. É uma circunstância totalmente inédita.”

A economia digital terá um antes e um depois da pandemia, que acelerou mudanças em curso no comércio e nos serviços, com impacto no trabalho. “O digital se consolidou. Houve um desenvolvimento súbito de tudo que auxilia o desenvolvimento das relações à distância”, nota L’Horty. “Veja na área da educação, por exemplo. Ganhamos uma década em dois meses. A forma de trabalhar vai mudar em muitos setores.”

Para a especialista em mercado de trabalho, Jocely Burda, as empresas estão passando por um processo delicado e terão que se reinventar. “Todos estão procurando entender como trabalhar com seus colaboradores, além de levantar os processos importantes que precisam das pessoas. O home office veio para ficar, inclusive muitas empresas estão revendo seus contratos de trabalho para que seus funcionários continuem trabalhando remotamente, pois reduz custos importantes nesse momento que passamos”.

Jocely reforça que essa nova realidade proporciona um avanço de tecnologia e aprendizado, tanto das empresas como das pessoas. “Precisamos aprender a ser diferentes e fazer as coisas de uma nova forma. A certeza que temos é que não dá para continuar fazendo as coisas como antes”.

Gestão

Esqueça a gestão autocrática. Jocely explica que é preciso trabalhar com uma liderança transformadora, visionária. “O estilo de gestão que tem como lema ‘manda quem pode, obedece quem precisa’ não tem mais espaço, mesmo antes da pandemia. O líder precisa agir com mais calma, com visão de futuro, sempre ter um plano B, além de entender que cada funcionário tem o seu perfil.

Ainda de acordo com a especialista em trabalho, os colaboradores trabalham com a carga emocional que eles vivenciam. “Não existe deixar os problemas fora da empresa, ele entra com todos os problemas, mesmo no home Office”.

Para esse novo ciclo que estamos vivendo é esperado que haja um novo perfil de colaboradores e líderes, mais dinâmicos e flexíveis. “É preciso paciência e tolerância. Principalmente tolerância à frustração. Essas serão as habilidades exigidas nesses novos tempos, além de adaptação às mudanças”.

Fonte/aerp.org.br

Foto/Roberto Carlos


Opinião dos leitores

Deixe uma resposta


Educadora 90.9

Jacarezinho

Current track

Title

Artist

     Uma Emissora da Rede Educadora de Comunicação e Evangelização.

Background