Presidência da CNBB conta detalhes sobre a visita à Cúria Romana nesta semana

Escrito por em 3 de novembro de 2019

Do dia 28 a 31 de outubro, a presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) cumpriu a missão anual de visitar diferentes Dicastérios da Cúria Romana, no Vaticano. A visita culminou com uma audiência com o Papa Francisco, às 10h30 (horário de Roma), do dia 31 de outubro. Esta é a primeira vez que a atual presidência participa desta agenda.

Participaram da comitiva, o arcebispo de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveria de Azevedo, presidente da CNBB, o arcebispo de Porto Alegre (RS), dom Jaime Spengler, segundo vice-presidente, o bispo de Roraima (RR), dom Mário Antônio da Silva, segundo vice-presidente e o bispo auxiliar do Rio de Janeiro (RJ), dom Joel Portella Amado, secretário-geral da entidade.

No áudio abaixo, o presidente da CNBB, dom Walmor Oliveira conta como foi a experiência de encontro com o Santo Padre. Para ele, tratou-se de uma experiência singular encontrar-se com o sucessor de Pedro. “A figura paterna, acolhedora, humilde, simples e verdadeira do Papa Francisco. Com ele compartilhamos muitas experiências: a beleza do caminho missionário de nossa Igreja, com seus muitos desafios. Particularmente, na Amazônia pensando o Sínodo que aconteceu pelo dom de Deus para toda Igreja”, disse.

A presidência da CNBB aproveitou o fato que dois de seus membros já estavam no Vaticano participando do Sínodo para agendar as visitas neste período. Dom Jaime e dom Joel se somaram ao grupo e fizeram questão de participar da celebração eucarística de encerramento do Sínodo, dia 27 de outubro, para manifestar a unidade de toda a CNBB com o Santo Padre e com o trabalho sinodal.

Já no dia seguinte, segunda-feira, dia 28, iniciou-se as visitas aos Dicastérios romanos. O primeiro deles foi o que trata da Vida Consagrada, cujo prefeito é o cardeal brasileiro dom João Braz de Avis. No mesmo dia, a presidência da CNBB visitou a Secretaria de Estado, tendo sido recebida pelo secretário cardeal Pietro Parolin. As reuniões do primeiro dia terminaram no Dicastério para o Desenvolvimento Humano integral, onde o grupo brasileiro foi recebido pelo cardeal Peter Turkson e pelo secretário bispo Bruno-Marie Duffé.

Na terça-feira, dia 29 de outubro, as reuniões começaram pela Congregação para a Doutrina da Fé, onde o grupo foi recebido pelo cardeal Luís Ladária e um grande grupo de assessores dos diversos departamentos daquele dicastério. Na sequência, o grupo se dirigiu à Congregação para o Clero, onde foi recebido pelo prefeito cardeal Beniamino Stella. A última reunião do dia ocorreu na Congregação para os Bispos, onde o grupo foi recebido pelo cardeal prefeito Marc Ouellet e pelo secretário, brasileiro, arcebispo Ilson Montanari.

No dia 30, a presidência da CNBB visitou o Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida cujo prefeito é o cardeal Kevin Farrell e com o secretário, o padre brasileiro Alexandre Awi. Segundo dom Joel Portella Amado foram conversas longas, nunca menos de uma hora cada uma, todas versando sobre a ação evangelizadora da Igreja no Brasil de nossos dias. Em cada dicastério, o enfoque disse respeito ao que era específico.

“Em todas as conversas, alguns assuntos se reiteraram. Em primeiro lugar, muito se falou a respeito das atuais Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora para a Igreja no Brasil. A proposta das comunidades eclesiais missionárias foi tema desde o envolvimento da vida consagrada, primeira das reuniões até a última, no Dicastério para os Leigos”, disse dom Joel.

O secretário geral afirmou que outro tema bastante destacado, em especial pela preocupação do presidente da CNBB, foi a importância da Palavra de Deus em todo o processo evangelizador de todos os tempos e mais ainda em nossos dias. “Muito se falou de que a Palavra de Deus precisa ser mais acolhida e transmitida por todos os católicos. É a partir dela que as comunidades eclesiais missionárias podem e devem se alicerçar e se desenvolver”.

Na próxima reunião do Conselho Permanente, em novembro, será estudado o tema da Palavra de Deus e sua relação com as atuais Diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil tendo em vista o tema central da 58ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil a se realizar em abril de 2020.

Outra tema que foi bastante conversado foi sobre o Sínodo da Amazônia, recém terminado. Dois dos membros da presidência da CNBB estiveram no Sínodo e relataram que a experiência sinodal é de fato muito rica. “A comunhão que se cria entre os participantes ao longo das três semanas é um fator a se destacar. Todos aguardam a Exortação Apostólica que o Papa Francisco indicou apresentar, se possível, até o período do Natal desse ano”, reforçou dom Joel

Celebração no Colégio Pio XII.

As visitas foram coroadas com o encontro com o Santo Padre, na manhã do dia 31, quinta-feira, às 10h30. Dom Joel destacou que o Papa Francisco contagia com sua força e fortaleza, sua paz interior, que transborda por meio de sua alegria. “Ouviu-nos atentamente, sempre procurando dar orientações para os aspectos que iam surgindo”.

Após o encontro com o Santo Padre, a presidência visitou ainda o Dicastério para a Comunicação, onde foi feita uma entrevista com o jornalista da Rádio Vaticano, Silvonei José Protz. Durante toda a semana, a presidência ficou hospedada no Pontifício Colégio Pio Brasileiro, que pertence à CNBB, lugar onde estudam os padres brasileiros que fazem pós-graduação nas diversas universidades de Roma. A presidência da CNBB manteve contato com a comunidade formadora e com os estudantes. “Um contato litúrgico, através da presidência das missas, um contato informal, no convívio da casa e nas refeições e na visita oficial, que também faz parte do roteiro de atividades anuais da presidência”, contou dom Joel.

CNBB


Opinião dos leitores

Deixe uma resposta


Educadora 90.9

Jacarezinho

Current track

Title

Artist

     Uma Emissora da Rede Educadora de Comunicação e Evangelização.

Background