Dom Murilo: testemunho de irmã Dulce já toca o coração dos brasileiros

Escrito por em 18 de outubro de 2019

Arcebispo de Salvador já está de volta ao Brasil para a Missa em ação de graças pela canonização de irmã Dulce neste domingo, 20

Jéssica Marçal

Da Redação, com colaboração de Catarina Jatobá e Valdênia Vieira

O arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, já está de volta ao Brasil após viagem a Roma para a canonização de irmã Dulce no último domingo, 13. Ele conversou com a equipe do CN Notícias que está em Salvador acompanhando os preparativos finais para a celebração em ação de graças pela canonização que será realizada neste domingo, 20, na Arena Fonte Nova.

Cerca de 55 mil pessoas são esperadas para esta que será a grande comemoração, no Brasil, pela canonização da primeira santa brasileira. “Vai ser acima de tudo um momento de alegria e vocês vão experimentar de perto a alegria do povo baiano”, afirma o arcebispo.

Dom Murilo foi uma das cinco pessoas que estavam ao lado do Papa Francisco no altar na cerimônia de canonização e recorda com alegria e emoção este momento. Ele diz que quando chegou ao Vaticano, na quinta-feira à noite, ficou impressionado ao ver no alto da Basílica de São Pedro a imagem de Irmã Dulce junto à dos outros beatos que seriam canonizados. Além disso, ele ressalta o português, ou melhor, o “baianês” que dominou a Praça São Pedro às vésperas da canonização; foi bonito ver uma festa baiana no Vaticano, conta.

“Diante de tantas graças que o Senhor nos dá, diante de tantos presentes, temos que procurar ser melhores, ou melhor, procurar ser santos, porque santo é todo aquele que faz a vontade de Deus, aquele que segue Jesus Cristo, aquele que coloca Deus em primeiro lugar e o próximo amando como a si mesmo. Irmã Dulce nos mostra que esse caminho está aberto a todos”.

O arcebispo destaca que é um presente e ao mesmo tempo um compromisso ter uma santa brasileira. “Que aprendamos desse testemunho de Santa Dulce dos Pobres a doação, a colocar Deus em primeiro lugar em nossa vida, a ser um verdadeiro discípulo de Jesus, atento aos seus ensinamentos e amar os pobres e necessitados, porque é isso que Santa Dulce dos Pobres nos ensina. Neles, ela via Jesus por isso não era difícil amá-los, acolhê-los, acariciá-los: era a Jesus que ela estava servindo e isso era a fonte de sua alegria”.

“Esse testemunho de irmã Dulce vai tocar muito e já está tocando o coração dos nossos baianos e brasileiros”, destacou o arcebispo, que finaliza a entrevista deixando um convite para todos participarem da celebração de domingo:

“Não dá para ir todo mundo fisicamente – só Salvador tem 3 milhões de habitantes – mas com o coração é possível todo mundo estar lá dentro, rezar conosco, agradecer esta canonização e dizer à Santíssima Trindade: que nós sejamos também mais santos já essa é a vontade de Deus”.

No domingo, 20, a TV Canção Nova transmitirá, a partir das 15h30, a celebração em ação de graças pela canonização da religiosa baiana, com narração, comentários e reportagens especiais. Também será transmitida a Santa Missa, às 17h15.

CANÇÃO NOVA

Foto: Valdênia Vieira – Canção Nova


Opinião dos leitores

Deixe uma resposta


Educadora 90.9

Jacarezinho

Current track

Title

Artist

     Uma Emissora da Rede Educadora de Comunicação e Evangelização.

Background